Home / Ensaios / Ensaio Alfa Romeo Giulia Veloce 210cv

Ensaio Alfa Romeo Giulia Veloce 210cv

Descubram o Alfa Romeo Giulia Veloce mais equilibrado da gama e na sua mais bela e vistosa configuração.

Hoje, mais do que publicar um novo ensaio ao Alfa Romeo Giulia Veloce, é dia de vos fazer uma confissão. Eu estou apaixonado. A sério que estou! Depois de conduzir toda a gama Alfa Romeo, à excepção do todo-poderoso Quadrifoglio (mas que espero conduzir um dia), é inevitável para um petrolhead como eu sentir-me assim. Com um ADN bastante ligado à competição, a marca de eleição de Enzo Ferrari continua a apelar às mais sinceras sensações de quem o conduz os seus modelos.

Esteticamente, podemos dizer que as elegantes linhas, claramente italianas, do Alfa Romeo Giulia assentam como ouro sobre o “Azul Misano”, tonalidade que cobre toda a carroceria e que é exclusiva desta versão Veloce, assim como os mais agressivos para-choques e dupla saída de escape. Combinando ainda com as famosas jantes tipicamente Alfa de 19” e com a pintura personalizada das pinças de travão em amarelo, estamos perante uma das mais “bella macchinas” que já tive o prazer de conduzir. Isto, já para não falar dos imensos elogios recebidos e pescoços virados em que fui reparando ao desfilar do Giulia.

No seu interior, a única alteração face ao anterior Veloce a gasolina testado anteriormente é mesmo o conta rotações, que passa a ter o seu Red Line às 5000 RPM. De resto, tudo se mantém e é fantástico a sensação que temos ao conduzir um Giulia. Toda a simplicidade do seu interior torna-o lindíssimo, existem ótimos materiais a bordo, é fácil de encontrar a nossa posição de condução perfeita e o tato daquele volante é indiscritível. Viajam quatro pessoas a bordo com grande conforto e a mala é responsável por acomodar 480 l de bagagem.

Altura de falar das prestações do bloco diesel 2.2 aliado à caixa automática de 8 velocidades da ZF e a impar tração Q4. Para começar, posso dizer que esta talvez seja a escolha mais racional dentro de todo o universo Giulia. Sim, é verdade que os 210 cavalos de potência e os 470 Nm de binário não são tão empolgantes de conduzir como os 280 cv disponíveis no bloco a gasolina (nem oferecem tanta suavidade no seu trabalhar), mas do outro lado da moeda temos o computador de bordo a marcar menos de metade dos consumos enquanto cumpre os 0-100km/h nuns satisfatórios 6.8 segundos. Sim, isso mesmo! Temos caixa automática, um 2.2 diesel de 210 cv, tração integral, e ainda assim é possível conseguir consumos na ordem dos 5,5l/100km em meios extra-urbanos. Como é que é possivel? O motor construído inteiramente em alumínio e o exemplar chassi são uns dos elementos responsáveis pelo peso pluma de 1600 kg deste Giulia. Outro dos destaques vai para a velocidade máxima de 235 km/h.

A nível de comportamento dinâmico, e embora estejamos perante vários sistemas de segurança que por vezes retiram algum mérito ao feeling de condução, comum de acontecer em outros automóveis, não existe praticamente nada a apontar neste Giulia. Posso até dizer que estamos perante de algo perto da perfeição. A maneira como a ligação entre o carro e condutor acontece, a forma como abordamos cada metro de asfalto e a direção reage milimetricamente a cada input, tornando as curvas mais exigentes em autenticas retas.

Em suma, estamos perante uma das melhores propostas do segmento, com um dos blocos mais eficientes tanto a nível de performance como de consumos que já pude experimentar por pouco mais de 67 mil euros. Se quiserem abdicar de alguns dos extras, o preço base deste Veloce começa na casa dos 55 mil euros. Para uma breve revisão a alguns pontos menos fortes fica a integração de sistemas como o Apple CarPlay e a redução do ruído exterior do bloco diesel. Todo o resto, podem consultar no ensaio à versão Veloce a gasolina, onde o único ponto negativo são apenas os consumos. (clique aqui para ver o ensaio)

About Marco C.

O Marco é um entusiasta automóvel e cresceu rodeado de "Leões". Ainda mal conseguia pronunciar a palavra gasolina e já era um apaixonado por automóveis. Hoje em dia anseia por mostrar a sua garra na "selva" do mundo automóvel e conduzir a sua paixão o mais longe possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *