Home / Ensaios / Ensaio Alfa Romeo Giulia Veloce Q4 280cv

Ensaio Alfa Romeo Giulia Veloce Q4 280cv

“Veni, vidi, vici!”

É esta a expressão a que o Giulia Veloce nos inspira enquanto o contemplamos, e que ao mesmo tempo assinala a chegada de uma nova era da Alfa Romeo.

Fundada em 1910, a Alfa Romeo sempre foi uma marca com um DNA bastante desportivo e um design tão somente italiano. Concebida para os verdadeiros amantes do mundo automóvel, chegou inclusive a tornar-se no primeiro grande amor de Enzo Ferrari.

Hoje, é a minha vez de descobrir o universo Alfa Romeo e o mais recente Giulia, sucessor do tão famoso e histórico modelo da marca, nascido nos anos 60, onde a versão Ti Super debitava já nessa altura uns avassaladores 110cv de potência. Um autêntico «Quadrifoglio» dos outros tempos, que tanto fez sonhar os nossos pais, tal como o atual nos faz sonhar a nós.

Esteticamente, o Giulia já é um automóvel bastante sóbrio, e tratando-se da versão Veloce, gama intermédia do modelo, em razão de existir o todo-poderoso Quadrifoglio, podemos encontrar detalhes exclusivos que o fazem sobressair e desviar olhares. Na secção frontal, contamos com um pára-choques mais longo, que alberga maiores entradas de ar para uma melhor dinâmica e arrefecimento. Na traseira, dispomos de um difusor de ar inferior e de uma respeitosa dupla saída de escape. Ao abrigo das magnificas jantes opcionais de 19”, típicas da marca de Arese, está um potente sistema de travagem cujas pinças de travão podem ser personalizadas na cor amarelo ou vermelho. Destaco ainda a inconfundível assinatura luminosa full LED, tanto traseira como frontal.

Ingressando a bordo do Giulia Veloce, a pura beleza italiana continua presente por todo o interior, onde se destaca a ótima qualidade dos materiais e a inserção de detalhes em alumínio. Depois de sentado, é fácil encontrar a posição de condução ideal através de regulação elétrica. Os bancos em pele perfurada oferecem ainda um excelente apoio lateral, também ele ajustável eletricamente, de forma a manter um ótimo compromisso entre o conforto e a condução desportiva. As quotas de espaço são mais que suficientes para 4 adultos viajarem com máxima comodidade e a mala compromete-se a transportar 480l de bagagem.

Em seguida, e para complementar uma experiência ímpar no interior do Giulia Veloce, contamos com um sistema de infotainment constituído por um ecrã a cores TFT de 7” que inclui navegação, rádio, bluetooth, reconhecimento de voz, sensores de estacionamento, câmera de marcha-atrás, colunas de som Harman Kardon etc. Pode ser controlado através de um intuitivo comando rotativo (Rotary Pad) ou através dos comandos do volante. A meio do quadrante fica também um ecrã a cores onde é possível visualizar uma pequena bússola, temperatura, consumos, velocidade atual, computador de bordo, entre outras.

Chegou a hora de despertar o que mais interessa a grande parte de quem está desse lado, o bloco 2.0 turbo a gasolina, capaz de debitar 280cv às 5.250RPM. Para isso, basta apenas carregar no botão Start que se encontra no volante, idêntico ao estilo da Casa de Maranello, e… Não, o ronco proveniente do sistema de exaustão não chega para acordar os vizinhos. Parece que a Alfa decidiu deixar essa tarefa para os 4 escapes do V6 Bi-Turbo da versão Quadrifoglio, encarregando este Giulia Veloce de ser o «good guy» da vizinhança. A juntar-se a esta receita, temos ainda a caixa de 8 velocidades da ZF, que conta com umas enormes patilhas no volante e a inovadora tração integral Q4 que monitoriza continuamente as condições da estrada para efetuar a distribuição ideal num tempo de resposta limitado. Já o carácter e comportamento de condução do Giulia Veloce dependem do modo que temos selecionado no sistema «ALFA™ DNA», presente a meio da consola, e que dispõe de três modos de condução.

Começando pelo mais sereno, temos o modo «ADVANCED EFFICIENCY» (sucessor do modo All-Weather), que além de maximizar a poupança de combustível e a eficiência dinâmica, reforça todos os sistemas de segurança, e que lhe garantem uma classificação de segurança 5 estrelas nos testes EuroNCAP. Contamos ainda com outras tecnologias de segurança sempre presentes como a travagem automática de emergência, alerta de transposição de faixa e assistente de luzes de máximos.

Passando para «NATURAL», neste modo o Giulia Veloce assume uma configuração confortável, para o perfeito equilíbrio durante a condução do dia-a-dia.

Mas é na «DYNAMIC» que toda a magia acontece. Este modo aumenta a rapidez de resposta dos travões e do volante, eleva as trocas de caixa e intensifica as nossas emoções para uma condução desportiva em estrada. É também neste modo que a tarefa dos 0-100km/h se cumpre em 5.2 segundos e a velocidade máxima limita-se aos 240km/h.

Depois de tanta emoção, podia ficar a escrever sobre o meu primeiro Alfa Romeo o resto do dia, mas o ensaio iria ficar demasiado longo e aborrecido para vós. Resta-me deixar acalmar os ânimos, tirar proveito da Suspensão ativa Alfa™ e seguir o resto da viagem em conforto. Neste instante percebo perfeitamente o que Enzo Ferrari sentia quando falava desta marca, e este é um daqueles curtos namoros que me vão ficar para sempre na memória. Mas calma, não existem automóveis perfeitos e o Giulia Veloce não é excepção, nele também há defeitos (como os consumos de 13l/100km que registámos durante os últimos dias), mas tal como numa relação saudável e em qualquer outro aprazível italiano, são defeitos que se perdoam.

E um dos maiores defeitos deste «Fascino Sportivo Inconfondibile», além de ser o facto de não estar na minha garagem, é o preço desta versão Veloce desde 54.000€, que aumenta até aos 66.500€ no caso desta viatura ensaiada com os presentes extras. Não é que não valha cada cêntimo, é mesmo por serem muitos números para a minha carteira. 

“Veni, vidi, vici!” É esta a expressão a que o Giulia Veloce nos inspira enquanto o contemplamos, e que ao mesmo tempo assinala a chegada de uma nova era da Alfa Romeo. Fundada em 1910, a Alfa Romeo sempre foi uma marca com um DNA bastante desportivo e um design…

Ensaio Alfa Romeo Giulia Veloce Q4 280cv

Motor - 8.7
Performance - 9.2
Conforto - 8.4
Consumos - 5.8
Equipamento - 8.3
Opinião - 9.3
Preço - 8.1

8.3

Cor: Cinzento | Motor: 280cv | Caixa: Automática de 8 velocidades| Consumos: 13.2L/100km | Aceleração 0-100km/h: 5.2s | Velocidade Máxima: 240km/h

User Rating: 4.55 ( 2 votes)
8

About Marco C.

O Marco é um entusiasta automóvel e cresceu rodeado de "Leões". Ainda mal conseguia pronunciar a palavra gasolina e já era um apaixonado por automóveis. Hoje em dia anseia por mostrar a sua garra na "selva" do mundo automóvel e conduzir a sua paixão o mais longe possível.

Check Also

Ensaio Hyundai i20 1.2 MPi

O Hyundai i20 está de cara lavada, contando com uma atualização de meia idade. As …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *