Home / Sem categoria / Ensaio Citroën C1 Furio

Ensaio Citroën C1 Furio

A Citroën decidiu dar ao seu pequeno C1 um estilo mais arrojado e desportivo, mantendo ao mesmo tempo os baixos custos de manutenção e o seu preço aliciante. Preparados para conhecer o novo «Furio»?

Ao contrário daquilo que pudemos ver no ensaio ao Renault Twingo GT, onde o citadino ganhou uns cavalos extra por parte da Renault Sport, a Citroën decidiu manter os préstimos do motor 1.0 VTi e mexer apenas na parte estética.

O novo Citroën C1 Furio assenta na versão de equipamentos Feel e está disponível apenas na carroçaria de cinco portas. Na sua paleta de cores existem apenas duas opções: o Branco Lipzian e o Cinza Gallium, e ambas resultam muito bem com os retrovisores exteriores em vermelho de série, assim como com as jantes pretas e os vidros traseiros escurecidos. Como extra, pode ainda optar por personalizar as laterais com uma lista preta em vinil e uma ponteira de escape central meramente decorativa.

A bordo do seu interior, somos brindados com pormenores mais desportivos como os assentos tipo backet em tecido cinzento, pesponto vermelho e tablier em cinzento atrancite. A nível de equipamento, destaque para o ar-condicionado automático e para o ecrã tátil de 7” com tecnologia Mirror Screen que permite replicar o ecrã do nosso smartphone e ter acesso ao seu conteúdo e aplicações.

As quotas de espaço são boas tendo em conta o seu segmento. A bordo viajam 2 na fila da frente com grande conforto, embora não aconselhe grandes viagens na fila de trás. Os quase 200l de mala são mais que suficientes e até conseguem transportar um carrinho de bebé. Nada mau para um citadino de 4 lugares e cinco portas. 

O bloco 1.0 VTi, capaz de debitar uns modestos 68 cv e 98Nm de binário, mostrou-se bastante capaz para locomover o C1 Furio sem qualquer problema, mas quando precisamos de alguma disponibilidade extra para uma ultrapassagem ou para uma manobra mais ágil, convém reduzir e levar as rotações a um regime mais alto, afinal de contas, toda a sua potência começa a estar disponível na casa das 5.000 RPM. A tarefa de aceleração dos 0-100km/h acontece em pouco mais de 14 segundos, mas em contrapartida, os consumos mostraram-se bastante interessantes ao estabilizarem na casa dos 5.5l/100km no meio urbano.

Na minha opinião, a Citroën conseguiu um resultado interessante com este C1 Furio. Optou por um estilo mais desportivo com alvo no público mais jovem, não alterou as prestações dinâmicas de forma a manter a eficiência que se procura num automóvel deste género, e colocou toda a tecnologia que necessitamos para ter sempre o nosso smartphone “à mão”. Sendo assim, o preço também é bastante convidativo e um C1 Furio igualzinho ao nosso custa pouco mais de 12.000€, enquanto o modelo base começa na casa dos 11.000€.

A Citroën decidiu dar ao seu pequeno C1 um estilo mais arrojado e desportivo, mantendo ao mesmo tempo os baixos custos de manutenção e o seu preço aliciante. Preparados para conhecer o novo «Furio»? Ao contrário daquilo que pudemos ver no ensaio ao Renault Twingo GT, onde o citadino ganhou…

Ensaio Citroën C1 Furio

Motor - 5.9
Conforto - 6.7
Performance - 5.4
Equipamento - 6.5
Consumos - 7.2
Preço - 8.3
Opinião - 8.1

6.9

Cor: Branco Lipzian | Motor: 68cv | Caixa: Manual de 5 velocidades| Consumos: 5.6L/100km | Aceleração 0-100km/h: 14.3s | Velocidade Máxima: 157km/h

User Rating: 3.7 ( 1 votes)
7

About Marco C.

O Marco é um entusiasta automóvel e cresceu rodeado de "Leões". Ainda mal conseguia pronunciar a palavra gasolina e já era um apaixonado por automóveis. Hoje em dia anseia por mostrar a sua garra na "selva" do mundo automóvel e conduzir a sua paixão o mais longe possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *