Home / Sem categoria / Ensaio Honda Civic Prestige 1.5 i-VTEC Turbo CVT

Ensaio Honda Civic Prestige 1.5 i-VTEC Turbo CVT

Nem só de genes desportivo é constituído o ADN desta 10ª geração. Descubram a mais refinada e bem equipada versão do novo Honda Civic 1.5 i-VTEC Turbo CVT, a Prestige!

Para quem não sabe, a minha entrada no universo Honda é bastante recente e o nosso primeiro ensaio de colaboração foi à versão mais desportiva deste mesmo modelo (excluindo o novo Type R), o Civic 1.5 i-VTEC Turbo Sport Plus (cliquem para ler o ensaio completo), que me deixou completamente rendido às suas prestações.

Mas com o desaparecimento do luxuoso Accord no leque de oferta da Honda e ao tratar-se de uma 10ª geração global, a responsabilidade aumenta sobre os ombros do novo Civic que agora tem que agradar a «pequenos e graúdos», que tenham um gosto mais refinado ou meramente desportivo. Afinal de contas, também é ele que representa a grande fatia de vendas da marca japonesa há 4 décadas e conta com mais de 20 milhões de unidades vendidas.

Daí esteja talvez encontrado o motivo deste novo design ser tão discutível. Amado por uns, odiado por outros. No meu caso, eu sou dos que gosta (e muito!) do resultado final deste Civic. Uma carroceria mais larga, mais comprida e mais baixa, que permite antever um excelente comportamento em estrada e uma excelente quota de espaço a bordo. Relativamente ao modelo escolhido para este ensaio, o que o define a versão Prestige são os acabamentos em prateado que podemos encontrar na grelha frontal e nos puxadores das portas. De resto, permanece tudo intocável.

No interior, as diferenças marcam-se pelo acabamento da forra das portas e dos assentos ser feito em pele de ótima qualidade. A nível de equipamento temos de tudo; bancos aquecidos tanto na fila da dianteira como traseira, teto de abrir, ar-condicionado bi-zona, chave keyless, carregamento do smartphone por indução, painel de instrumentos digital, um generoso touch-screen com todas as funções (incluindo Apple CarPlay e Android Auto) que possam imaginar e ainda uns dos melhores sistemas de Lane Keep Assist e Cruise-Control adaptativo que já pude experimentar. Ainda há mais, mas a lista é quase interminável.

A nível da habitabilidade, o Civic também surpreende e garante todo o espaço necessário para que 4 adultos viajem com máximo conforto e segurança. A mala acaba por surpreender com os seus 420l de capacidade, mas se o objetivo passar por umas compras no IKEA, também podem triplicar o espaço ao rebater a fila traseira de bancos.

No que diz respeito às prestações, o bloco 1.5 i-VTEC Turbo já tinha marcado presença no nosso blog, mas desta vez surge acoplado a uma caixa de variação contínua (CVT). Este é sem dúvida um dos melhores motores para tirar partido do excelente chassi desta nova geração. Posso também desde já dizer que esta é a melhor CVT que já conduzi até agora, e que, por vezes, com algumas simulações de “troca de mudança”, até há quem pense que conduz uma caixa automática dita “normal”. Os pontos a favor são marcados para o conforto que temos ao conduzir nos trajetos urbanos, perdendo apenas para as prestações e consumos face à caixa manual. Durante o ensaio, tivemos o computador de bordo a mostrar valores na casa dos 8l/100km, mas lembrem-se que se trata de um motor que debita uns 180cv bastante energéticos, capaz de cumprir a aceleração dos 0-100km/h em 8,1 segundos.

Falando em preços, além de ser a mais equipada de todas, a versão Prestige é também a que mais se estica no preço (com exceção do Type R). O valor deste Civic de luxo ensaiado é de 36.100€. Tendo em conta o equipamento, motorização e prazer de condução que proporciona, eu até diria que é um preço bastante acessível tendo em conta ao que vemos na concorrência. Se eu comprava? Provavelmente não. Por menos 5.000€ preferia a anterior versão ensaiada com caixa manual ou então atirava-me de cabeça para o Type R. Pode ser até que ele seja o próximo Civic a ser ensaiado aqui pelo blog, o que me dizem caros leitores?

Nem só de genes desportivo é constituído o ADN desta 10ª geração. Descubram a mais refinada e bem equipada versão do novo Honda Civic 1.5 i-VTEC Turbo CVT, a Prestige! Para quem não sabe, a minha entrada no universo Honda é bastante recente e o nosso primeiro ensaio de colaboração…

Ensaio Honda Civic Prestige 1.5 i-VTEC Turbo CVT

Motor - 7.9
Conforto - 8.2
Performance - 6.8
Equipamento - 8.9
Consumo - 5.2
Preço - 7.5
Opinião - 8.2

7.5

Cor: Cinzento Escuro | Motor: 182cv | Caixa: Variação Contínua (CVT) | Consumos: 8.1L/100km | Velocidade Máxima: 200km/h

User Rating: Be the first one !
8

About Marco C.

O Marco é um entusiasta automóvel e cresceu rodeado de "Leões". Ainda mal conseguia pronunciar a palavra gasolina e já era um apaixonado por automóveis. Hoje em dia anseia por mostrar a sua garra na "selva" do mundo automóvel e conduzir a sua paixão o mais longe possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *