Home / Ensaios / Ensaio Hyundai i20 Active 1.0 T-GDi

Ensaio Hyundai i20 Active 1.0 T-GDi

Depois de testar o renovado Hyundai i20 e de ter ficar bastante surpreendido, chegou a altura de experimentar a sua variante mais jovem e radical, o i20 Active.

O renovado Hyundai i20 Active é um dos pequenos SUV mais sóbrios e bem conseguidos que já tive o prazer de testar, principalmente aliado à motorização 1.0 T-GDi.

A marca coreana continua a conquistar o meu coração e a prova disso é que em breve, no nosso Instagram, vamos ter uns dias dedicados ao melhor desportivo do ano de 2018. Sabem qual é? Eu dou uma pista, o nome começa por i30, e acaba em N.

Mas foquemo-nos naquilo que realmente interessa neste ensaio. O Hyundai i20 Active, tem o aspeto de um pequeno SUV, conta com maior altura ao solo, proteções em plástico e para-choques mais altos, mas tem um propósito completamente urbano. É verdade, podem esquecer as aventuras fora de estrada e a culpa é da enorme legião de fãs deste segmento, que desejam ter um SUV pelo seu aspeto e não pelas supostas capacidades de um automóvel deste segmento. Mas isso já é outra conversa.

No que diz respeito a conteúdos tecnológicos e a nível de interiores, este Hyundai i20 Active conta com todo o tipo de extras que qualquer cliente deseja hoje em dia: Apple CarPlay e Android Auto, ar-condicionado automático, sensores de estacionamento traseiros e dianteiros, câmara de marcha-atrás, vidros escurecidos, sensores de luz e chuva, faróis traseiros e dianteiros com assinatura LED, uma excelente luz de curva e até uma tomada USB exclusiva para carregamento dos nossos smartphones. As quotas de espaço a bordo também estão em muito bom plano e a mala oferece 326l de capacidade (1042l com bancos rebatidos).

Em termos de comportamento, os 20mm de altura extra tiveram de ser contrariados com algum trabalho de suspensão, de forma a manter uma dinâmica de condução bastante apelativa, sem aquele adornar em curvas ou comportamento tipo “barco”. O resultado é ótimo e este i20 Active é muito ágil e tem um excelente pisar firme, diferente da sua versão “normal”, que acaba por ser mais confortável. A motorização escolhida é o tricilindrico 1.0 T-GDi de 100cv acoplado a uma caixa de cinco velocidades. Posso dizer que o conjunto casa de forma perfeita e temos sempre disponibilidade acima das 1500 rpm. É possível fazer consumos em estrada abaixo dos 5l/100km e a média geral (maioritariamente urbana) tem estado fixa nos 6.2l/100km. Excelente, não é? Contudo, não esperem uma condução viciante.

Veredicto

Acredito que a Hyundai está a caminhar a passos largos para se tornar numa principal referência do mundo automóvel. A prova disso é a qualidade que a marca coreana coloca em cada um dos seus modelos, com uma construção isenta de falhas. No caso deste ensaio em particular, o i20 Active surpreendeu-me bastante, mas como não sou o maior adepto dos SUV, a minha opção de compra iria recair para a sua versão “normal”.

 

About Marco C.

O Marco é um entusiasta automóvel e cresceu rodeado de "Leões". Ainda mal conseguia pronunciar a palavra gasolina e já era um apaixonado por automóveis. Hoje em dia anseia por mostrar a sua garra na "selva" do mundo automóvel e conduzir a sua paixão o mais longe possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *