Home / Sem categoria / Ensaio Hyundai i30 Fastback N Pack Performance

Ensaio Hyundai i30 Fastback N Pack Performance

Hyundai i30 Fastback N Pack Performance. A marca coreana está mesmo decidida a afirmar-se no segmento dos hot-hatch, tendo agora uma nova proposta que, embora tenha a mesma base da variante hatchback, procura conquistar um outro tipo de clientes.

Mais elegante, mas com o mesmo espirito radical. Esta é uma boa forma de descrever o i30 Fastback N que esteticamente está tão mais “sexy”. Na frente, que embora pareça semelhante, o coeficiente aerodinâmico foi reduzido em cerca de 7% face ao i30 N Hatchback, diminuindo o ruído e aumentando a performance. Na traseira, com uma silhueta inclinada e linha de tejadilho mais baixa, as maiores alterações passam por um discreto aileron no terminar da mala e a luz triangular (terceiro STOP no hatchback) que assume as funções de luz de nevoeiro. As jantes de 19” polegadas são derivadas da versão Pack Performance.

No seu habitáculo performante e exclusivo, tudo continua com um rigor de montagem e de construção muito acima da média, tal como a marca nos tem vindo a habituar. Esteticamente e face à versão i30 N Hatchback, a maior diferença esta no volante que passa a ter os botões N mais discretos na cor preta. A ergonomia e a posição de condução está totalmente focada no condutor mas nada belisca o espaço a bordo e as características familiares deste automóvel.

A receita continua a ser a mesma. Um bloco T-GDi 2.0 litros turbo a gasolina capaz de debitar 275 cv (250cv se não optarem pelo Pack Performance) e colocá-los a serviço do nosso pé direito com uma vivacidade que hoje em dia, começa a ser rara. Cada quilometro percorrido é sinónimo de um sorriso nos lábios e à distância de um mágico botão N podemos optar por 5 modos de condução completamente distintos: Eco, Normal, Sport, N e N Custom, que atuam nos parâmetros do motor, os amortecedores, o Controlo Eletrónico de Estabilidade (ESC), o Diferencial Eletrónico Autoblocante N, o som do motor e escape, a direção e o Rev Matching. No Eco e no Normal vocês vão dizer que estão num i30 Fastback completamente normal. O “pior” é quando selecionamos o modo N e colocamos tudo no máximo. O som que sai daquela dupla saída de escape fica delicioso, a suspensão deixa-nos colados à estrada e o motor entrega-nos tudo! É mesmo ver para crer. 

Mas para se chegar a níveis de potência como estes, também há um enorme trabalho naquilo que diz respeito a segurança e temos presente os sistemas de travagem autónoma, máximos automáticos, lane warning assist e sensores e câmara de estacionamento. 

E o comportamento, alterou-se? Esta é a pergunta que muitos de vocês devem estar a fazer. Face à versão Hatchback sinto que está tudo muito igual, embora exista uma maior aerodinâmica que nos faz ter um comportamento algo diferente em curvas mais longas e, por consequência, menos ruído a bordo quando circulamos a velocidades mais elevadas.

Os consumos é que continuam a ser um bocado pornográficos, mas acabam por valer bem a pena pois cada segundo passado ao volante deste carro é de uma diversão incrível.

Já o preço começa na casa dos 42 mil para a versão i30 Fastback N (standard de 250cv) e 45 mil para a versão N Performance (275cv). Situa-se abaixo da concorrência e embora não tenha tanta cavalagem, oferece tanta ou mais diversão. Acreditem!

About Marco C.

O Marco é um entusiasta automóvel e cresceu rodeado de "Leões". Ainda mal conseguia pronunciar a palavra gasolina e já era um apaixonado por automóveis. Hoje em dia anseia por mostrar a sua garra na "selva" do mundo automóvel e conduzir a sua paixão o mais longe possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *