Home / Ensaios / Ensaio Hyundai Tucson MY2019 1.6 CRDi

Ensaio Hyundai Tucson MY2019 1.6 CRDi

Hyundai Tucson. Renovado recentemente, encontramos neste SUV coreano um automóvel cada vez mais consensual e elegante.

O crescimento da Hyundai no velho continente está a ir de vento em popa, algo a que a marca coreana já está acostumada, não fosse ela a maior construtora de navios do mundo. Mas como isto não é um blog de barcos e sim de automóveis, passemos ao que interessa: o best-seller Tucson!

O sucessor do “velhinho” ix35 está cada vez melhor e mais consesual, principalmente no que diz respeito a matéria de design. A evolução é mais evidente na sua frente com uma grelha totalmente redesenhada e novos grupos ópticos com uma assinatura LED marcante. Na secção traseira também existem novidades e conta com novos farolins também em LED e um novo para-choques que alberga umas generosas saídas de escape que fazem a diferença. 

Já no seu interior, é onde se notam menos alterações estéticas mas é fácil perceber uma maior atenção dada aos materiais usados na parte superior do tablier, principalmente nesta versão equipada com o Pack Pele (650€). Nas partes inferiores contamos com a presença de materiais menos nobres, mas como já é hábito da Hyundai ao longo dos nossos ensaios, a robustez de construção está num excelente patamar e a ausência de barulhos parasitas é excecional. Tanto as quotas de espaço como a ergonomia do habitáculo estão num bom plano, mas talvez num futuro próximo fosse importante para a Hyundai redesenhar alguns pormenores a nível da consola central, principalmente na zona do touchscreen. 

Responsável pela tarefa de locomover este SUV temos o bloco diesel 1.6 CRDi capaz de debitar uns modestos 116 cv de potência e 280 Nm de binário. O motor é competente e cumpre numa utilização normal, mas quando tentamos espremer o pé direito em algumas ultrapassagens e andamentos mais despachados, os 1.582kg de peso vão fazer-se sentir e beliscar o comportamento dinâmico do nosso Tucson. Esperem antes uns bons consumos médios em volta dos 6 litros por cada 100km percorridos e contem com uma aceleração dos 0/100km/h por volta de 12 segundos e uma velocidade máxima de 175 km/h.

Resumindo. Para um automóvel cujo preço base começa nos 25.700€ (36.135€ no caso desta versão conduzida por mim), o Tucson tem bastante para nos oferecer. Uma presença bastante robusta, muito espaço a bordo, classe 1 em auto-estradas, tecnologia bastante atual e um motor diesel eficiente que nos livra de bastantes impostos. Com uma atual campanha a decorrer, tudo isto pode ser seu a partir de 270€/mensais.

About Marco C.

O Marco é um entusiasta automóvel e cresceu rodeado de "Leões". Ainda mal conseguia pronunciar a palavra gasolina e já era um apaixonado por automóveis. Hoje em dia anseia por mostrar a sua garra na "selva" do mundo automóvel e conduzir a sua paixão o mais longe possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *